Norte-americanos com mais acesso ao jornalismo diferenciam melhor o factual da opinião, diz pesquisa